Marcelo Marques

“ÓRFÃOS” TERÁ AVANT PREMIÈRE NO DIA 28

 

quintelaNo próximo dia 28, às 21 horas, no Cinépolis, no Boulevard Shopping, o filme “Órfãos” terá

sua tão esperada estreia numa noite para convidados. Com direção e roteiro original de Gustavo

Quintela, direção artística e roteiro adaptado de Ana Luíza Veiga, fotografia de Marcelo Gibson

e Junior Fritto, áudio de Cleber Chaar e direção de produção assinada por Wellington César,

este é o primeiro longa metragem autoral da produtora GQ Estúdios.

O filme conta a história de um médico, Tomas, interpretado pelo ator Alex Reis que já

participou de várias produções da Rede Globo. No limiar da loucura, o personagem tenta o

suicídio ao descobrir que não pode mais encontrar a ex-mulher por quem foi apaixonado durante

a vida inteira.

Tomas recomeça a vida numa pequena cidade do Marajó fazendo um trabalho voluntário, onde

rapidamente conquista o respeito e a admiração de toda a população local e onde encontra um

novo amor. Ao mesmo tempo em que retoma sua vida, começa a lembrar de todos os fatos que

o levaram àquela situação crítica. Até o momento em que precisa tomar a decisão mais difícil da

sua vida.

A produção do filme pretende revelar um olhar diferente sobre o estado, sem os clichês

do indígena, do regional. O Pará vai estar presente, mas como cenário, pano de fundo

que vai mostrar as diferenças entre a vida na capital e no interior, através de relações

bastante conturbadas. "Criar uma semente para fazer um polo, fazer uma gestão de

negócios voltada a produções locais. Esse que é o principal objetivo", afirma o diretor,

Gustavo Quintela.

Para as gravações em Cachoeira do Arari, no Marajó, foram utilizados equipamentos de

última geração que contrastaram com a vida simples do município onde o elenco passou

mais de 30 dias filmando, no ano passado. Toda essa experiência será mostrada através

de imagens surpreendentes. "Eu estou muito emocionado de participar de tudo isso",

comemora Alex Reis. "Eu nasci aqui e com dois anos fui morar no Rio  de Janeiro.

Estar de volta e poder filmar aqui foi muito importante do ponto de vista pessoal e

profissional, revela a atriz Silvia Quadros. Além dos dois atores, fazem parte do elenco

Cláudio Barros, Paulo Fonseca e Paula Ferrari.

As filmagens duraram quase o ano passado inteiro e agora o longa está prontinho para a

estreia nacional, aqui em Belém, mas não estrará, por enquanto, no circuito comercial

local. O longa segue em 2017 para festivais na Europa com o objetivo de contar

histórias contemporâneas nos cenários do Marajó e adjacências, proporcionando maior

divulgação do Estado do Pará ao redor do mundo. “O Festival de Cannes e o Festival

Internacional de Cinema de Veneza são os primeiros da lista”, adianta o roteirista e

diretor Gustavo Quintela. Todos na torcida pelo Pará!