Marcelo Marques

– Em vez de perdermos tempo com bobagens, com essa cisão entre popular e erudito, devemos é nos preocupar em levar nosso país e o Pará para um futuro venturoso.

Paulo Chaves (foto) relembrou também o quanto a Feira foi importante para o filósofo Benedito Nunes. “Ele ficava ‘cuíra’ para que a Feira abrisse e não perdia a oportunidade de encontrar Suassuna, homenagear o Ariano é também homenagear o Bené”, ressaltou. FOTO: SIDNEY OLIVEIRA / AG. PARÁ DATA: 28.05.2015 BELÉM - PARÁ

 

Paulo Chaves. Inclusive ele deu uma excelente entrevista ao portal Agencia Pará , que vale a pena ser lida.