Marcelo Marques

Zenaldo faz o jogo dos empresários de ônibus e aumenta tarifa

Por Carlos Mendes

É um enredo repetitivo, surrado, com uma encenação que não engana a ninguém, mas cola, porque quem paga já se acostumou a não protestar como deveria -, exigindo respeito e ônibus de melhor qualidade.

A tarifa em Belém pulou de R$ 2,70 para R$ 3,10. Pela qualidade dos ônibus que temos, é um alto valor. Os empresários do setor, que sempre reclamam por aumentos maiores, chegaram ao cinismo de cobrar da prefeitura subsídios para manter seus custos.

Indiferente ao sufoco que representa para o trabalhador pegar até quatro ônibus por dia para ir e voltar do trabalho ou resolver problemas, o prefeito Zenaldo Coutinho fez mais uma vez o jogo das empresas, sancionando o valor que, no fundo, os empresários queriam.

Zenaldo, reeleito numa votação dividida, dá o presente a quem votou nele e aos que o rejeitaram nas urnas. Na espoliação, isonomia para todos.

Quanto às condições das carroças a que chamamos de ônibus, pouco de mudança se pode esperar. Afinal de contas, os empresários mandam e desmandam no transporte público em Belém. E isto, justiça seja feita, não é de hoje.