Marcelo Marques

Priante denuncia manobra do líder do PMDB para tirar sua vitória

IMG_5874Nota do deputado José Priante sobre o resultado da indicação do PMDB à primeira vice-presidência da Câmara.

Lamento profundamente a decisão do líder Baleia Rossi (SP) em anunciar a candidatura do deputado Lúcio Vieira Lima (BA) como candidato a vice-presidente. Em primeiro lugar reconheço no Lúcio uma grande liderança, um grande companheiro, carismático, e merecedor de toda nossa consideração.

Quero me referir ao resultado de uma eleição, onde o campo majoritário me deu 28 votos e os que votaram no Lúcio foram apenas 27, e que só acabou empatado pelo voto do líder Baleia Rossi, que deveria ter se mantido distante, conforme anunciou desde o início, mantendo assim a sua isenção e a sua posição de magistrado e de árbitro dessa jornada.

Essa é uma decisão que se remete a escolha de um nome que irá disputar uma vaga na Câmara dos Deputados, portanto o instrumento para dirimir qualquer dúvida passa a ser o Regimento Interno da casa, que diz que em caso de empate prevalece os que mais tem mandatos, e eu tenho cinco mandatos e o Lúcio ainda está no segundo. Portanto o nosso líder Baleia Rossi errou mais uma vez.

Os exemplos que ele se refere do Wladimir Costa (PA) que ganhou do Manoel Júnior (PB) e do Osmar Serraglio (PR) que ganhou do Carlos Marun (MS), todos dois não eram apenas mais velhos que os outros, eles eram os deputados que tinham mais mandatos que os oponentes. Portanto, mais uma vez o líder incorre em exemplo que verdadeiramente advoga em favor da nossa vitória. Peço então que cada líder faça uma reflexão sobre o ocorrido e que verifiquem efetivamente o critério de arbitragem que ele está usando, que está completamente equivocado e inadequado para a construção da unidade da bancada.

Deputado José Priante