Marcelo Marques

Olha o papo que tive com o Zenaldo logo após sua primeira eleição para prefeito

IMG_6122Na quinta a noite bati um longo papo com o Zenaldo.

Ps : Tenho pelo menos 3 horas de gravação das entrevistas que fiz com ele antes e depois de eleito na primeira campanha . Acho que vou publicar . São elucidativas .

Lá no Antônio Lemos, falamos sobre muitas coisas.

Tenho aqui que abrir um parênteses; o agora prefeito continua a mesma pessoa, sempre simpático,solícito e principalmente de fácil acesso, como pra mim sempre foi.

Zenaldo continua com aquela empolgação contagiante que tem, coisa rara mesmo.

Contou da emoção ao tomar posse, ” assumir a prefeitura em um prédio onde atuei como vereador foi emocionante mesmo, mas a cada degrau que eu subia me lembrava dos enormes desafios que esse cargo tem.”

O prefeito disse que o Antônio Lemos vai passar por uma grande reforma, e que deve ser utilizado como museu, ” o prédio é lindo, mas não é funcional, mandei alugar um outro edifício, onde o gabinete vai funcionar e também outras secretarias, o Antônio Lemos tem problemas estruturais, só parte dele pode ser utilizado, então vamos manter o museu aqui, o gabinete para receber autoridades nacionais e estrangeiras mas o dia a dia será em outro local.”

Zenaldo contou um pouco do ritmo do dia a dia, ” tenho por hábito acordar cedo, seis horas, dormia muito quando jovem, mas hoje não importa a hora que durma, as seis estou de pé, leio jornais, assisto um pouco de TV e depois saio. Nesses primeiros trinta e poucos dias é normal sair da prefeitura 11, meia noite, mas tem de ser assim mesmo, isso não me incomoda.”

Ele também lembrou das visitas que vem fazendo,” estou indo a escolas, postos de saúde, em bairros, acho que tenho de estar presente, meio que como um capitão de equipe mesmo, a população reclama dos problemas, rapidamente a gente manda resolver o que é possível, essa cidade ficou muito largada, tem postos de saúde totalmente abandonados, não só com problemas de manutenção grave, mas sem médicos, remédios, vamos aos poucos arrumando, colocando para funcionar.”

Zenaldo falou do encontro com Dilma em Castanhal; ” a presidenta está disposta a nos ajudar, vai contribuir com o Minha Casa Minha Vida, o governo passado não ergueu sequer uma casa em Belém, já temos o sinal verde para alguns projetos, vamos lançar em breve, também conseguimos colocar a cidade em um projeto federal de restauro de prédios históricos , hoje a tarde mesmo tratei disso com minha equipe, já vamos encaminhar a nossa demanda ao Governo Federal, tenho certeza que com ela também teremos parcerias fundamentais para beneficiar a cidade, como esses dois que acabei de lhe falar e que já foram dados o start nessa conversa que tivemos em Castanhal.

Eleito com o slogan da mudança, Z sabe muito bem a expectativa que as pessoas tem em torno dele; ” sei que as pessoas querem soluções, e estou buscando isso, me dedicando. Tenho consciência que a mudança foi a tônica da nossa eleição, então preciso correr para resolver os problemas que me foram deixados. Por exemplo , tu acredita que tínhamos advogados contratados como plantonistas médicos, médicos contratados como dentistas? ”

Zenaldo falou sobre o BRT; ” mandei fazer 12 projetos que faltavam, vou atrás da Caixa buscar o financiamento, talvez o Governo do Estado fique responsável pelo projeto na BR e a prefeitura faça da Augusto Montenegro até Icoarací, estamos estudando isso junto com o Governo, a Jaica. Mas não existe dinheiro em caixa para tocar o BRT, por isso vou ter de buscar esses recursos no Governo Federal, mas vamos conseguir . Para você ter uma idéia da novela que é esse BRT, tem problema de licitação, de execução, de projetos, de recursos, aquelas muretas por exemplo, não podem estar ali, pois impedem que os veículos que vem atrás dos carros para pegar passageiros, siga adiante, então vamos ter que retirar de lá, mas como custou uma fortuna, vamos reaproveitar em outros locais, o Governo do Estado vai ampliar a rua Yamada, uma solução é elas irem para lá

Ainda sobre o BRT Zenaldo me disse; ” 100 milhões foram envolvidos nisso que está aí até agora, e metade disso ainda falta ser pago para a construtora, era tudo muito desorganizado, feito as pressas, sem critérios, gerou não só um problema para as pessoas, para o trânsito , como para a prefeitura. A solução é buscar os recursos e concluir a obra, mas isso só será possível com parceria com o Governo do Estado, a Jaica e o Governo Federal.”

Ele também contou sobre o episódio da licitação para os medicamentos, feita em estado de emergência ; ” não aceito que gente morra por falta de remédio, quando estava na transição solicitei a equipe do ex prefeito que prorrogasse o contrato com as distribuidoras de medicamento por mais 3 meses, porque já haviam me dito que eles terminariam bem no inicio do meu governo. Não fizeram isso, os postos ficaram sem remédios , e fui avisado que não havia nada em estoque, então agimos rápido para resolver esse problema.”

O tucano também falou sobre a limpeza urbana; ” você mesmo Marcelo já havia conversado comigo sobre isso pouco antes das eleições, você sabe que esses meses são de chuva forte, então eu já estava preocupado com isso antes de assumir, aí fizemos um mutirão,que ainda está acontecendo, contratei mais de 300 máquinas, colocamos um exercito nas ruas,fomos limpar canais, bueiros, valas, são mais de 100 toneladas de lixo retirados até agora, e uma campanha de conscientização das pessoas também, todo mundo tem de colaborar.”

Por fim, fiz com ele uma brincadeira que sempre faço, só para ver se a resposta ainda seria a mesma; – E pensar que tu trocou a tranquilidade do Congresso por essa bagunça, por essa montanha de problemas.

” E quem disse que eu gosto de tranqüilidade, eu gosto é disso, dessa adrenalina, de poder realizar, fazer.”

Ou seja, a resposta a minha provocação continua a mesma da época da eleição.

 

OBS: esse texto me foi lembrado hoje pelo Facebook